terça-feira, 11 de maio de 2010

PRESTAÇÃO DE CONTAS (2ª. Parte)

Continuando o trabalho anterior, hoje vou explicar-vos como foi distribuída a despesa (9.213.894,09) pelas diversas estruturas orgânicas, quer em despesas correntes quer em despesas de capital.
Órgãos da Autarquia….1.185.536,26(Correntes) e 173.075,17(Capital);
Div.Adm. e Financeira.. 791.640.07(Correntes) e 82.195,78(Capital);
DOU-Div.Obras e Urb…1.657.950,91(Correntes) e 979.797,39(Capital);
Serv.Salub.Comod.Pub. 852.879,68(Correntes) e 625.247,52(Capital);
Serv. Acção Sóc-Cult. 2.491.130,33(Correntes) e 330.580,84(Capital).
Nas Despesas Correntes da Autarquia (7.022.987,39), as verbas mais significativas são as despendidas com o Pessoal (4.168.334,00) e com a Aquisição de Bens e Serviços (2.119.896,42), mas as Transferências Correntes (603.396,85) apesar de menor valor têm igualmente um peso considerável tendo em conta que se trata da rubrica por onde foram pagos todos os subsídios concedidos ao longo ano e as verbas transferidas para a Empresa Municipal Campomayor XXI (218.664,10).
É através da Aquisição de Bens e Serviços que se processa a maioria das despesas do dia-a-dia de um Município e nem todas as estruturas são comedidas nessas despesas, vejamos o seu peso por serviço: Órg.Autarquia (542.678,19); DAF (88.952,31); DOU (249.773,18); Serv.Salubridade (342.738,23) e Serv. Acção Sócio-Cultural (895.754,51).
Os eleitos pelo PS, na apreciação das Contas, deveriam ter feito uma análise mais exaustiva do despesismo feito pelos Serviços Culturais do anterior Executivo, pois é a estrutura do Município que consome a maior parte do Orçamento de Despesas Correntes (2.491.130,33). Importa ainda referir que só esta estrutura é a responsável por mais de 450.000,00 em Aquisição de Serviços Especializados e Outros Serviços (Espectáculos diversos, cachets de artistas, etc.)
Igualmente também deveriam ter dado a conhecer todos os gastos em Espectáculos (238.269,00) Festas e Almoços (86.934,00), Passeios que atingiram algumas centenas de milhares de euros.
Pese embora a exiguidade das receitas, o Executivo deveria primar pela contenção e diminuição das Despesas Correntes, o que não sucedeu e por esse facto o investimento (1.988.717,13) é o parente pobre da gestão Autárquica a que estivemos submetidos. As Despesas de Capital mais significativas: Infra-estruturas(298.143,49);Pavimentações de Arruamentos (118.532,40); Rede de Esgotos(52.221,00); Aquisição de Viatura de Lixo(125.400,00); Conservação de Pavimentos Urbanos(78.619,14); Pavimentação da Estrada da Barragem(119.017,51); Remodelação do Jardim Municipal(336.338,53) e Equipamentos de 2 Parques Infantis(83.698,60).
Como disse anteriormente, a análise, discussão e aprovação da Conta de Gerência pela Assembleia Municipal, deveria ter sido o momento ideal para que a força vencedora das Eleições de Outubro desmistificasse o despesismo eleitoralista da gestão de João Burrica durante o último ano do seu Mandato.
Na análise destes documentos, o porta-voz do Partido Socialista, referiu “que em 30/12/2009, o Município tinha uma disponibilidade de tesouraria de 351.378,36 €, o que é muito inferior aos 1.267.547,06 em 02/01/2009” na verdade o novo Executivo com aquele saldo de Tesouraria iniciou a sua gestão com verdadeiras dificuldades, inibindo-o de poder cumprimentos aos projectos pretendidos. Deste saldo só 197.421,91 € são provenientes de receitas orçamentais, já que os restantes 153.956,45 pertencem a Operações de Tesourarias e essa é uma verba destinada a outros organismos cobrada pelo Município.
Para terminar importa referir que as receitas do Município têm a seguinte proveniência: Lei das Finanças Locais (55.520.205,00 €); Impostos Directos-IMI-IMT-I.Circ.Derrama(1.003.502,00); Min.Educação (417.664,00 €) ; Receitas Próprias (Taxas, Licenças e Vendas (1.355.115,08 €).
Estes números indicam-nos que o nosso Concelho, para cumprir os objectivos que lhe estão cometidos, depende exclusivamente das verbas provenientes do Estado, uma vez que não gera receitas próprias suficientes, o que sucede com a maioria dos Municípios do interior.
Para poderem sobreviver e realizarem obra, os nossos Eleitos têm que procurar fazer uma gestão ponderada, não cair em despesismos supérfluos, reduzindo as Despesas Correntes.
Siripipi-alentejano

8 comentários:

Anónimo disse...

Oh Cardeal Siripipi,

Deixe lá o despesismo do anterior executivo. Se leu no Blog do Jack The Ripper os números em 2008 até não estavam mal.

Deixe lá o anterior executivo e fele neste. Fale por exemplo nas despesas do Carnaval e da Festa do Natal. É que parece que essas despesas bateram records!

portas.da.vila disse...

Caro Siripipi, vendo que tem um vasto conhecimento neste campo de autarquias, quais seriam as 3 medidas que tomaria para aumentar o saldo positivo da nossa camara? Abraço

Anónimo disse...

Até quando vamos alimentar o despesismo do anterior executivo.
Vamos pensar no presente.
Vamos analisar o 1º. trimestre deste ano o que fêz o novo executivo além de gerir o dia a dia.
Que projectos estão a ser iniciados.
Que cultura está a ser implementada.
Que obras sociais estão a ser planeadas.
Quando vão abrir as novas piscinas daqui a pouco já são velhas.
Eu gostava que alguém que soubesse me informasse sobre estas questões.

Kustanilha disse...

Estes, primeiro pintaram tudo negro, e a situação não era boa, mas continuaram a gastar a seu belo prazer e é o q toda a gente vê, não fazem nada, estão só a encher a barriga e a dar tachos a amigos, mas o povo, aquele que mais ordena tem que encolher os ombros porque agora já não há escolha!!
Ainda estou para ver quem vai lucrar com isto? Eu sei quem vai ser!!

Anónimo disse...

Sr. Siripipi,
Não sendo eu um filosofo e confesso ser amante de umas leituras simples, tipo Antonio Aleixo, deixe que lhe diga que:
Acho em si tanta graça
e em mim graça tão pouca
que até ao comer a papa
me cai a papa da boca.

e mais não digo pois como diz o anuncio..."blá blá blá whiskas saquetas"....

Um amigo!

Zé de Melro disse...

Visite o meu blog, sou seu seguidor já!

Zé de Melro disse...

Não percam a minha publicação "Pinto Rei o Herói da Corujeira", no Zé de Melro, o blog de Elvas que publica no fim de semana!

Com fotografias antes e depois do restauro!

Zé de Melro disse...

Não percam o meu artigo 2.ª feira 28 de Junho:

Portugal X Espanha, o pior pesadelo de Macorra!

Estará em risco a EuroCidade?

Como devem os Campomaiorenses com mulher de Badajoz lidar com a situação?

Como aproveitar para desfazer-se da mulher de Badajoz!

Deverão as crianças filhas de mulher Pacense receber tratamento psiquiátrico por causa deste jogo?

Onde ver, Badajoz ou Campo Maior?

A resposta a estas e outras perguntas no meu blog!!!

Obrigado Rosamaria por te fazeres minha seguidora, espero não defraudar-te!!!

Portasdolivenza, que esperas para fazer-te meu seguidor?